Notícias

POLÍCIA COMUNITÁRIA

Polícia Comunitária realiza palestras preventivas em Campos de Júlio e Cocalinho

04/04/2019 - 17:47

Assessoria | PJC-MT

Com objetivo de intensificar as ações sociais no interior do Estado, mais duas palestras de cunho preventivo, inseridas nos projetos desenvolvidos pela Coordenadoria de Polícia Comunitária da Polícia Judiciária Civil, foram realizadas nos municípios de Campos de Júlio (553 km a Noroeste) e Cocalinho (923 km a Leste),

Na cidade de Campos de Júlio as atividades aconteceram na quinta-feira (04.04), em dois turnos, para alunos entre 11 a 14 anos, da Guarda Mirim que é um projeto coordenado pelo policial militar da região Márcio.

No encontro, os investigadores Miqueias e Fernando ministraram palestras sobre a função institucional e competência da Polícia Civil, bem como passaram orientações sobre os perigos causados pelo uso e abuso de bebidas alcoólicas e outras drogas.

Durante as apresentações, os adolescentes interagiram demonstrando bastante atentos e curiosos. Também foram distribuídos para os alunos camisetas, bonés e cartilhas dos projetos "De Cara Limpa Contra as Drogas" e "De Bem Com a Vida".

No município de Cocalinho, o trabalho social foi realizado no Centro de Referência e Assistência Social de Cocalinho, pela policial civil Ana Paula Rocha, que apresentou palestra com tema “Lei Maria da Penha”, bem como discorreu sobre as mais variadas formas de violência como, física, psicológica, moral e sexual.

As mulheres participantes relataram suas experiências negativas com o assunto abordado.

A investigadora esclareceu acerca da importunação sexual, feminicídio, alimentos gravídicos e pensão alimentícia. Conforme programação, no dia 23 de maio, haverá novo encontro sobre a Lei Maria da Penha e debates acerca dos direitos conquistados pelas mulheres nos últimos 12 anos da lei.

Também foi montado um painel com fotos e recortes deixados pelos participantes, na recepção da delegacia como forma de demonstrar as ações.  O coordenador de Polícia Comunitária da PJC, Genison Brito Alves Lima, destacou a relevância destas ações preventivas que aproximam a polícia da comunidade e gerando o estreitamento da confiança.

“A prevenção é importante etapa para alcançarmos a Polícia de proteção da dignidade humana, a qual não se resume apenas a estratégias, táticas ou técnicas de polícia. O objetivo é alcançar uma redefinição de postura, de forma a se estender o serviço policial, na qual o agente público encarregado de fazer polícia não fique limitado ao cumprimento das destinações legais, mas as exerça com vocação, para promover a dignidade humana”, finalizou Genison.

 

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia